Leonardo Boff em Santo André

5 04 2014

Convidamos a todos os associados e amigos do MDDF a receber o teólogo Leonardo Boff em Santo André!

Imagem

 

Teólogo mescla sociedade, meio ambiente, cultura e espiritualidade para tratar da questão socioambiental; evento será na próxima quinta-feira (10), no Teatro Municipal

Santo André, 4 de abril de 2014 – Uma opção para refletir sobre sociedade, cultura e meio ambiente. Na próxima quinta-feira (10), às 19h, o teólogo Leonardo Boff vem a Santo André para a palestra gratuita Desafios Ambientais para a Humanidade, no Teatro Municipal. O evento é uma realização do Movimento em Defesa dos Direitos dos Moradores em Favela (MDDF), com o apoio da Prefeitura de Santo André e do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

Criador da Teologia da Libertação, Boff sempre foi defensor da causa dos Direitos Humanos e um dos mais influentes pensadores da atualidade na discussão da responsabilidade socioambiental. Foi coautor da Carta da Terra, um compromisso ético internacional que estabelece os princípios fundamentais para a construção de um mundo justo, sustentável e pacífico.

Durante 22 anos, foi professor de Teologia Sistemática e Ecumênica em Petrópolis, no Instituto Teológico Franciscano. Pofessor de Teologia e Espiritualidade em vários centros de estudo e universidades no Brasil e no exterior, além de professor-visitante nas universidades de Lisboa (Portugal), Salamanca (Espanha), Harvard (EUA), Basel (Suíça) e Heidelberg (Alemanha).

É doutor honoris causa em Política pela Universidade de Turim (Itália) e em Teologia pela universidade de Lund (Suécia). Já recebeu prêmios no Brasil e no exterior, por causa de sua luta em favor dos fracos, dos oprimidos e marginalizados e dos Direitos Humanos.

Em 1984, em razão de suas teses ligadas à Teologia da Libertação, foi afastado de suas funções na Igreja Católica – as quais retomou em parte após dois anos, devido à pressão de apoio mundial sobre o Vaticano. Neste período, participou várias vezes das Semanas do Trabalhador no ABC paulista, promovida pela Pastoral Operária e CEBS da Diocese de Santo André.

Já em 1992, foi novamente ameaçado com uma segunda punição pelo Vaticano, quando decidiu se autopromover ao estado leigo. Continua como teólogo da libertação, escritor, professor e conferencista, assessor de movimentos sociais de cunho popular libertador, como o Movimento dos Sem Terra e as comunidades eclesiais de base (CEBs), entre outros.

Desde 1993 é professor concursado de Ética, Filosofia da Religião e Ecologia na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Boff é autor de mais de 60 livros nas áreas de Teologia, Ecologia, Espiritualidade, Filosofia, Antropologia e Mística.

Anúncios

Ações

Informação




%d blogueiros gostam disto: